Descrição

A pedido dos proprietários de garimpos e a convite do Presidente Isaldir Antonio Sganzerla,estiveram na sede da Coogamai, em Ametista do Sul, o Comandante do Pelotão da Brigada Militar, Tenente Gilmar Kovaleski, que atende Ametista do Sul, Rodeio Bonito e Cristal do Sul e o Inspetor de Polícia da Delegacia de Ametista do Sul, Cristiano Weber.

Os proprietários de garimpos relataram diversas ocorrências nos garimpos, especialmente quanto a furtos de material elétrico, equipamentos e até de cristais nos últimos meses, acarretando insegurança para a atividade e o grande prejuízo material.

O Inspetor de Polícia orientou o registro de cada ocorrência, que irão para as estatísticas da polícia e nortearão as atitudes a serem tomadas.

Foram encaminhadas varias tratativas para coibir essas práticas, entre as quais a melhoria da comunicação entre os proprietários de garimpos, para evitar o contrato de parceria com maus elementos. Também ficou encaminhado que a cooperativa irá auxiliar os proprietários a registrar, de forma on line  as ocorrências.

Na reunião ficou definido que será criado um mecanismo de controle do trânsito de cristais para evitar que se comercializem mercadorias furtadas nos garimpos. Esse mecanismo será discutido entre os proprietários de garimpos e a equipe técnica da cooperativa.

O encontro foi muito proveitoso segundo o Presidente da Cooperativa, pois “aproxima o proprietário de garimpo, que investe e se esforça para produzir parte importante de recursos do município, com as autoridades policiais e que vê o seu trabalho ser levado por meliantes, restando o prejuízo e o incômodo,” enfatizou Isaldir Antonio Sganzerla.

Nas palavras do Comandante da Brigada Militar, Ten. Kovaleski, a” reunião foi muito importante, e devido ao pouco efetivo policial atendendo Ametista do Sul e região, é necessária a participação da comunidade na informação e na prevenção destes delitos.”

Para o Inspetor de Polícia, Cristiano Weber, é “imprescindível o registro das ocorrências, a troca de informações e os cuidados com o patrimônio, inclusive com a cautela ao fazer o contrato de parceria, pois o garimpo atrai pessoas desconhecidas e em algumas vezes mal intencionadas.”

Os proprietários de garimpos presentes comentaram que a reunião foi muito proveitosa e irão adotar as medidas propostas e colaborar com as iniciativas.

 





Outras galerias